Garimpo de ouro ao lado de Belo Monte tem licença adiada

Garimpo de ouro ao lado de Belo Monte tem licença adiada

Depois de marcar uma cerimônia para anunciar a instalação de um garimpo gigantesco bem ao lado da barragem da hidrelétrica de Belo Monte, a Secretaria de Meio Ambiente do Pará decidiu voltar atrás e adiar o anúncio. O projeto polêmico da empresa canadense Belo Sun prevê a operação do “maior programa de exploração de ouro do Brasil” a apenas 14 quilômetros de distância da barragem da hidrelétrica, no Rio Xingu, em Altamira. Apesar de ficar próximo de terras indígenas, estar ao lado da maior usina hidrelétrica nacional e fazer uso…

Leia Mais

Ametista : conheça o Garimpo das Pedras – Marabá

Ametista : conheça o Garimpo das Pedras – Marabá

Localizado em território do município de Marabá, a 60 quilômetros do centro de Parauapebas, o Garimpo das Pedras foi descoberto há 27 anos por garimpeiros da região. De lá para cá, as jazidas têm produzido e comercializado milhares e milhares de toneladas de pedras de ametista para o Brasil e o mundo, tornando-se a segunda maior jazida do mundo, em termo de quantidade de reserva.   De acordo com Elza Miranda, a família dela adquiriu a propriedade rural em 1975, sem saber da existência das reservas em subsolo de ametista. Em…

Leia Mais

Lembranças de um velho Garimpeiro – Zezão do Abacaxi

Lembranças de um velho Garimpeiro – Zezão do Abacaxi

Um dos garimpos mais comentado  e com boas histórias foi o garimpo do Abacaxi. Localizado no rio de mesmo nome na região de Itaituba no Pará. No garimpo do Abacaxi , a extração de ouro foi intensa. O dono deste garimpo foi o folclórico Zezão do abacaxi, personagem muito conhecido por todos os garimpeiros do Brasil. No inicio ele era apenas um vendedor de combustível e viveres na região de Itaituba no Pará,   e com muito esforço e uma dose maior ainda de sorte consegui descobrir muito ouro na…

Leia Mais

A maior esmeralda do mundo tem 57.500 quilates, vale quase R$ 2,5 milhões e é brasileira

A maior esmeralda do mundo tem 57.500 quilates, vale quase R$ 2,5 milhões e é brasileira

A maior esmeralda do mundo tem 57.500 quilates, vale quase R$ 2,5 milhões e é brasileira A joia é tão especial que ganhou um nome próprio: Teodora! Ela foi encontrada no Brasil e lapidada na Índia antes de ser vendida ao negociante de gemas preciosas Reagan Reaney. Vários gemólogos tinham dúvida sobre a veracidade da pedra: “Tenho certeza que ela contém esmeralda, mas não tenho certeza se tudo o que existe na pedra é esmeralda”, declarou Jeff Nechka, gemólogo que fez uma análise e deu uma entrevista ao JCK Magazine. “Parece que…

Leia Mais

Geológos identificam jazidas de diamantes em Rondônia e mais três estados

Geológos identificam jazidas de diamantes em Rondônia e mais três estados

Uma equipe de geólogos do governo federal identificou dezenas de novas áreas pelo país potencialmente ricas em diamantes. A maioria está no Mato Grosso, Rondônia, Amazonas e Pará. Até então, informações oficiais sobre esses pontos eram escassas ou não existiam. Os detalhes dos achados ainda são mantidos em reserva. A previsão é que sejam divulgados em 2016. O governo avalia que os dados poderão atrair empresas e levar a um aumento da produção de diamantes no país. Os trabalhos fazem parte do projeto Diamante Brasil, do Serviço Geológico do Brasil…

Leia Mais

Sócios de Belo Monte aprovam aporte de R$300 mi, diz fonte

Sócios de Belo Monte aprovam aporte de R$300 mi, diz fonte

Obras da usina de Belo Monte: participação no aporte será proporcional à fatia de cada sócio no empreendimento, diz fonte Rio de Janeiro – Os sócios do consórcio responsável pela usina hidrelétrica de Belo Monte concordaram em fazer um aporte de 300 milhões de reais no projeto, disse nesta terça-feira uma fonte com conhecimento direto do assunto. A participação no aporte será proporcional à fatia de cada sócio no empreendimento. “O aporte total será de 300 milhões de reais e será rateado pela participação de cada um lá em Belo…

Leia Mais

50% das reservas de peixes sofrem com exploração excessiva

50% das reservas de peixes sofrem com exploração excessiva

Pesca: nas águas da Sibéria oriental, que estão em risco elevado, calcula-se que o potencial de captura de peixe vai sofrer um retrocesso de 28% Paris – Cerca de 50% das reservas de peixes nos grandes ecossistemas marítimos sofrem um excesso de exploração, advertiu nesta quarta-feira a Comissão Oceanográfica Intergovernamental da Unesco, que fala de “números alarmantes” em sua avaliação mundial. Nas águas da Sibéria oriental, que estão em risco elevado, calcula-se que o potencial de captura de peixe vai sofrer um retrocesso de 28%. Outro dado de destaque da…

Leia Mais