Brasileira desaparecida foi presa após ser confundida com garota de programa

 

Foto:Reprodução/Facebook

 

A estudante brasileira Amanda Refatti Viezzer, de 19 anos, que estava desaparecida na Itália desde o último sábado (22), foi localizada pela família na última terça-feira, dia 25. De acordo com a mãe da jovem, Michele Refatti, foi detida pela imigração ao desembarcar no aeroporto.

“Amanda é nova, ela é bonita. Estão fazendo isso porque eles estão combatendo a prostituição”, disse a mãe da garota à rádio. “Eles estão atrás de uma quadrilha de aliciadores, fazendo uma investigação para ver se ela está entrando por isso (para se prostituir) ou para estudar”, esclareceu Michele, .

Uma prima da garota que mora na Itália acompanhou o caso e descobriu com as autoridades que a jovem estava presa na triagem.

Amanda mora com a mãe e o irmão na cidade de Florianópolis, é comissária de bordo e quer se tornar piloto de aviação. Ela viajou para aprender a falar italiano.

A mãe contou que a última vez que falou com a filha, ela ainda estava dentro da aeronave e avisou que estava chegando. Pela programação do voo, Amanda deveria ter feito a conexão em Roma para seguir para Veneza no mesmo dia, onde ela faria o curso de Italiano.

Os familiares registraram o desaparecimento na Delegacia e Polícia de Pessoas Desaparecidas (DPPD) da Polícia Civil de Santa Catarina. As imagens também foram divulgadas nas redes sociais.

Fonte: Varelanoticias

Jaqueline Alves

Graduada em Ciências Sociais e Engenheira Ambiental. Especialista em Direito Ambiental; Direito Municipal; Gestão Pública; Engenharia e Segurança do Trabalho; MBA em Petróleo e Gás e Auditoria Ambiental

Artigos relacionados

Deixe um comentário