Funai marca reunião com índios Munduruku para liberação de reféns

Indígenas protestam desde segunda, 17, contra atraso de posto de saúde. Seis funcionários da empresa responsável foram feitos reféns.

Índios Munduruku fazem engenheiro e operários reféns em aldeia no Pará (Foto: Reprodução/TV Liberal)
Índios Munduruku fazem engenheiro e operários reféns em aldeia na divisa do Pará com Mato Grosso (Foto: Reprodução/TV Liberal)

Representantes da Fundação Nacional do Índio (Funai), do Distrito Sanitário Especial Indígena (Disei) e o dono da empresa responsável de construir um posto de saúde na aldeia Teles Pires, na divisa do Pará com o Mato Grosso, se comprometeram de se reunirem com os índios da etnia Munduruku na quinta-feira (27) para tratarem da liberação dos seis reféns e falar sobre a construção do posto de saúde que está atrasado.

Desde segunda-feira (17), índios Munduruku protestam contra o atraso na construção do posto de saúde da aldeia, que deveria ficar pronto neste sábado (22), mas de acordo com os indígenas, nada ainda foi feito.

Por conta da insatisfação, um engenheiro e cinco operários da empresa responsável pela construção do posto de saúde foram feitos reféns. As lideranças indígenas estiveram reunidas com a comunidade nesta quinta-feira (20) para decidir o futuro dos reféns até a data da reunião.

Fonte: G1

Jaqueline Alves

Graduada em Ciências Sociais e Engenheira Ambiental. Especialista em Direito Ambiental; Direito Municipal; Gestão Pública; Engenharia e Segurança do Trabalho; MBA em Petróleo e Gás e Auditoria Ambiental

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.