Garota mexicana que sofria bullying tem QI superior ao de Einstein

A família de uma menina de oito anos, que sofria bullying na escola, descobriu que ela tem um quociente de inteligência (QI) estimado em 162, número acima ao de nomes como de Albert Einstein, que tinha 160. 

Adhara Pérez nasceu na cidade do México e aos 3 anos foi diagnosticada com síndrome de Asperger, um tipo leve de autismo.

De acordo com a mãe da menina, a filha teve uma depressão profunda por causa do bullying que sofria na escola. O caso foi tão grave que elas procuraram ajuda na terapia. Lá foi identificado que Adhara tem QI acima da média.

Após isso, a menina foi levada para ambientes escolares adequados à sua condição de gênio. Ela concluiu rapidamente as etapas de aprendizagem.Este ano, com 8 anos de idade, ela terminou o ensino médio.

Hoje, Adhara vai tirar dois diplomas online, um em engenharia industrial em matemática e outro em engenharia de sistemas.

Fonte: jornaldebrasilia

Jaqueline Alves

Graduada em Ciências Sociais e Engenheira Ambiental. Especialista em Direito Ambiental; Direito Municipal; Gestão Pública; Engenharia e Segurança do Trabalho; MBA em Petróleo e Gás e Auditoria Ambiental

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.