Você está aqui

Jovem com parasita “carnívoro” revela sensação de ter sua carne sendo comida por ele há seis anos

jovem-com-parasita-carnivoro

Carly Goff estava de férias com a família nas ilhas Fiji quando contraiu Gnatostomíase, uma doença parasitária endêmica em países asiáticos, causada pelo nematódeo Gnathostoma sp, que chega à vítima por meio do consumo de peixe cru.

A jovem revelou a dor excruciante que sentiu enquanto o parasita se alimentava de seu interior. Este ano, ela finalmente foi diagnosticada e tratada, seis anos após ter contraído a doença. As informações são do Daily Mail.

jovem-com-parasita-carnivoro_3

 

Eu estava com tanta dor, meus pés e rosto ardiam como se estivessem sob o ácido”, disse ao portal Seven News. “É como um tipo de verme que tem dentes e se move mastigando os tecidos e músculos do corpo, causando destruição por onde passa”.

jovem-com-parasita-carnivoro_1

 

Após anos de exames inconclusivos, os médicos finalmente conseguiram descobrir que Carly estava hospedando em seu corpo o verme da gnatostomíase. Quando foi diagnosticada, há dois meses, ela foi tratada com um comprimido que trabalhava para matar de fome o parasita.

jovem-com-parasita-carnivoro_2

Segundo o Dr. Bernard Hudson, do Royal North Shore Hospital, que cuidou da jovem, se não for tratado, o parasita pode ser mortal. “Ele pode invadir qualquer sistema de órgãos, através dos pulmões, cérebro, entrar na bexiga, fígado e em qualquer lugar“, explicou.

 

Gnathostoma sp pode ser contraído por meio do consumo de peixes de água doce, frango, répteis, enguias e sapos malcozidos. Embora seja mais comum no Sudeste Asiático, alguns países da América Central e do Sul, e partes da África também já experimentaram a infecção.

Fonte: Daily Mail

Jaqueline Alves

Graduada em Ciências Sociais e Engenheira Ambiental. Especialista em Direito Ambiental; Direito Municipal; Gestão Pública; Engenharia e Segurança do Trabalho; MBA em Petróleo e Gás e Auditoria Ambiental

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »