Morcegos-gigantes, com até 2 metros, estão ameaçados de extinção

 

O animal desta foto pode até parecer um vampiro saído de algum filme de terror de Hollywood, mas ele existe de verdade e é um morcego extremamente dócil e simpático. À primeira vista, o mamífero assusta até a mais calma das pessoas, mas ele é totalmente inofensivo. Chegando a atingir, na fase adulta, até um metro de altura por dois metros de envergadura, o morcego gigante é nativo de regiões do sul da Ásia e da Oceania.

Classificado como a maior espécie de morcegos do mundo, o “Pteropus vampyrus” está ameaçado de extinção, justamente, pelas lendas que rondam sua peculiar aparência. O animal está na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN). Ao longo dos séculos, ele foi caçado unicamente pelo seu tamanho. Apenas na Malásia, aproximadamente 20 mil morcegos-gigantes são caçados legalmente por ano. Segundo cientistas locais, a espécie estará totalmente extinta no país nos próximos 10 anos se nenhuma atitude for tomada. Já nas nações vizinhas, a caça é proibida.

Atualmente, o grande inimigo da espécie nos outros países é a mudança climática que está acabando com as florestas locais e os obrigando a migrarem para áreas urbanas. Esta migração está causando outro grande problema à espécie. Devido ao seu tamanho, muitos optam por pousarem em fios elétricos e acabam sendo eletrocutados ou perdendo pedaços de suas asas, o que os impossibilita de voarem.

Por mais que lendas antigas ainda disseminem o medo ao mamífero, o morcego gigante é inofensivo e frutífero – se alimenta apenas de frutos e do néctar das flores. Entre as mais de mil espécies de morcegos já descobertas no mundo, apenas três se alimentam do sangue de outros animais. Outra curiosidade que surpreende muita gente é que eles são extremamente dóceis e interagem com os humanos. Em alguns casos, os morcegos-gigantes comem frutas na mão das pessoas.

Também conhecido como “raposa-voadora”, eles foram descobertos pelos ingleses no século 18, que apelidaram o único mamífero voador pela sua aparência com o animal terrestre. Na época, acharam que eram raposas com asas. As semelhanças físicas dos animais são diversas, mas as principais são seus focinhos achatados e a pelugem avermelhada.

O animal está ameaçado de extinção, justamente, pelas lendas que rondam sua peculiar aparência - Foto: Yo Kon L.

O animal está ameaçado de extinção, justamente, pelas lendas que rondam sua peculiar aparência – Foto: Yo Kon L.

Fonte: UOL

Jaqueline Alves

Graduada em Ciências Sociais e Engenheira Ambiental. Especialista em Direito Ambiental; Direito Municipal; Gestão Pública; Engenharia e Segurança do Trabalho; MBA em Petróleo e Gás e Auditoria Ambiental

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.