Obtenha Fundo perdido do BNDES para construir biodigestores na Amazônia

Obtenha Fundo perdido do BNDES para construir biodigestores na Amazônia

Obtenha Fundo perdido do BNDES para construir biodigestores na Amazônia aproveitando energeticamente os resíduos orgânicos do agronegócio da agricultura familiar ajudando centenas de pessoas. A agricultura familiar tem o potencial de alavancar a produção alimentar em escala local e pode fazer frente a essas exigências de alimento para combater a fome e a miséria no mundo. Apesar disso, vive o desafio de chegar aos agricultores de maneira efetiva e combater o êxodo rural. O BNDES através do Fundo Amazônia lança uma ferramenta voltada a instituições que possam liderar um processo de…

Leia Mais

Vale esconde o jogo

Vale esconde o jogo

VALE TUDO Empresa teria indicado até um senador para acompanhar o caso, considerado de extrema urgência pelo seu corpo diretor (Crédito: Marcelo Coelho) Em meados de maio, o diretor-presidente da Vale, Fabio Schvartsman, viajou para a Nova York a fim de cumprir uma série de compromissos profissionais. Em determinado momento, foi surpreendido com mensagens de alerta oriundas de outros diretores da mineradora. Um problema urgente teria de ser resolvido: a iminente divulgação de documentos que detalham um nebuloso negócio celebrado pela empresa envolvendo a compra de minas de carvão em…

Leia Mais

MP que cria fundo para compensação ambiental vai à sanção

MP que cria fundo para compensação ambiental vai à sanção

Senador Jorge Viana (PT-AC) discursa na tribuna. Ele foi o relator da MP da compensação ambiental, aprovada hoje. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado. O Senado aprovou, na tarde desta terça-feira (08), a medida provisória que autoriza o ICMBio a selecionar um banco público para gerir uma espécie de “Fundo Amazônia” da compensação ambiental. Segundo a autarquia, cerca de 1,4 bilhões estavam “presos” no caixa geral do governo, sem que se conseguisse ter acesso a esse montante para ser usado no dia a dia da gestão das áreas protegidas. Com a aprovação,…

Leia Mais

Calote de Moçambique e Venezuela será bancado com R$ 1 bi do seguro-desemprego

Calote de Moçambique e Venezuela será bancado com R$ 1 bi do seguro-desemprego

O Congresso Nacional aprovou nesta quarta-feira (2) um remanejamento de R$ 1,16 bilhão no Orçamento federal para cobrir calotes dados por Moçambique e Venezuela em obras e serviços financiados pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e pelo Credit Suisse. Os recursos que serão destinados a essa finalidade serão retirados do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), no programa seguro-desemprego. De acordo com o Serviço de Matérias Orçamentárias do Congresso Nacional, o orçamento deste ano para o FAT é de aproximadamente R$ 45 bilhões. O Congresso Nacional aprovou na noite…

Leia Mais

Prefeitos de 14 cidades recebem capacitação técnica

Prefeitos de 14 cidades recebem capacitação técnica

Data da Pauta: 22/02/2018 09:00h Expira em: 24/02/2018 14:00h Local: Centro de Convenções de Marabá Endereço: BR-222, 5210 – Cidade Nova, Marabá – PA Contatos: Kélia Santos – Ascom CRG Sudeste do Pará (91 98179-2339 | 94 99300-0006) Prefeitos de 14 municípios, localizados na área de influência da empresa Vale, receberão capacitação da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop) para atender os 44 itens exigidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para pleito de novos projetos. Trata-se de recurso oriundo do Fundo para…

Leia Mais

Além da Caixa, BNDES também deu crédito proibido a Estados

Além da Caixa, BNDES também deu crédito proibido a Estados

BNDES (Pilar Olivares/Reuters) Brasília – Além da Caixa Econômica Federal, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) também concedeu empréstimos a Estados e municípios aceitando receitas futuras de tributo como garantia das operações. Esse tipo de garantia de crédito é proibido pela Constituição para operações que não tenham aval do Tesouro. O BNDES informou que o estoque desses financiamentos está próximo de R$ 4,4 bilhões e que o banco vai analisar o impacto da nova norma do Banco Central que endureceu as exigências de capital para esses casos….

Leia Mais

Empresas podem ter que assumir concessões mais e menos lucrativas em licitação de estatais de saneamento

Empresas podem ter que assumir concessões mais e menos lucrativas em licitação de estatais de saneamento

A licitação de estatais de saneamento que está sendo elaborada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), deve prever o modelo conhecido como “filé e osso”, em que os grupos que assumirem áreas consideradas mais lucrativas, como em capitais de estados, também fiquem, como compensação, reponsáveis por operar o serviço em pequenos municípios, onde o negócio pode ser deficitário. Segundo o superintendente de desestatização do BNDES, Rodolfo Torres, o objetivo do plano de concessões é melhorar o saneamento básico no Brasil. Por isso, disse ele, não é possível…

Leia Mais