Índios de Rondônia fecham primeira venda de carbono certificado

Índios de Rondônia fecham primeira venda de carbono certificado

A tribo paiter-suruí, de Rondônia, anunciou a venda do primeiro lote de créditos de carbono certificado em território indígena. Feito de acordo com o mecanismo Redd (Redução de Emissões por Desmatamento), o Projeto de Carbono Florestal Suruí é o primeiro programa indígena a obter certificações internacionais VCS (Verified Carbon Standard) e CCB (Climate, Community and Biodiversity Standard). Fernando Bizerra/BG Press Líder indígena Itabira Suruí (de cocar vermelho), da tribo paiter-suruí, que fica na fronteira de Rondônia com Mato Grosso A primeira empresa a fechar negócio com os suruís é a…

Leia Mais

Como Será Mercado de carbono do Brasil, Adiado para 2017

Como Será Mercado de carbono do Brasil, Adiado para 2017

Mercados de carbono usam um princípio chamado de cap and trade (em inglês, “limite e comercialização”). Eles começam com um governo estabelecendo um limite máximo de emissões (o cap) e distribuindo direitos de poluição entre empresas e entidades que precisam fazê-lo, em setores como indústria, energia e transporte. Cada entidade pode então emitir o CO2 necessário à sua atividade ou negociar a venda de seus créditos de emissão para empresas e setores onde seja mais caro fazê-lo (o trade). O teto somado das emissões, porém, não se altera.Se o mercado…

Leia Mais

Contribuição Das Florestas Secundárias Para Sequestro De Carbono

Contribuição Das Florestas Secundárias Para Sequestro De Carbono

O consórcio SecondFor (contração em inglês de “Amantes da Floresta Secundária”), vêm se dedicando a entender o papel das áreas regeneradas para a biodiversidade e o ciclo de carbono, principalmente, para o clima. O consórcio publicou  um estudo na revista Nature estimando pela primeira vez o potencial médio de sequestro de carbono de uma floresta secundária, 11 vezes maior do que o de uma floresta madura na Amazônia. De acordo com Piotto, integrante do Consórcio, em vários Estados, as florestas nos chamados “estágios iniciais de sucessão” são passíveis de desmatamento…

Leia Mais