Condessa Sangrenta, a húngara que bebia o sangue das vítimas

Condessa Sangrenta, a húngara que bebia o sangue das vítimas

  Na infância, Elizabeth Báthory presenciou um evento marcante. Um cigano convidado a ir ao castelo entreter a realeza foi preso ao tentar vender o filho. Elizabeth se escondeu para testemunhar o castigo. Viu um cavalo com ventre aberto. Os soldados, então, colocaram o prisioneiro vivo dentro da barriga e costuraram o animal. O homem ficou lá até morrer de inanição. –  (André Toma/) Nascida em 1560, Elizabeth era condessa, filha de uma das famílias mais poderosas da Transilvânia – na atual Romênia. Aos 15 anos, casou-se com Ferenc Nadasdy,…

Leia Mais