A cidade subterrânea de Hitler

A cidade subterrânea de Hitler

  © Divulgação Cavernas do complexo, abandonado nos estertores do nazismo.   O carro derrapava assustadoramente na neve de uma estrada deserta, no sudoeste da Polônia. Huskies me olhavam com curiosidade por trás de uma cerca. Eu esperava que o caminho me levasse até o complexo subterrâneo de Osówka, quase na fronteira com a República Tcheca. Mas estava perdido. A estrada estreita seguia ladeira abaixo, as rodas derrapando no gelo, como se o carro estivesse me avisando que não haveria jeito de retornar. Então segui em frente, e acabei encontrando por…

Leia Mais

Hitler: Quem ficou com a fortuna bilionária do líder nazista após seu suicídio?

Hitler: Quem ficou com a fortuna bilionária do líder nazista após seu suicídio?

as   Apesar de promover imagem frugal junto à sociedade alemã, Hitler amealhou fortuna com direitos autorais de seu livro Minha Luta — Foto: Adam Jones/Creative Commons Quando Herman Rothman, um judeu alemão que trabalhava para o serviço de inteligência do Reino Unido, foi acordado por um telefonema em uma madrugada de 1945, não tinha a menor ideia de qual seria sua missão. Naquele momento, ele não sabia que as autoridades britânicas tinham acabado de prender um oficial nazista chamado Heinz Lorenz por usar documentos de identificação falsos. Lorenz fora…

Leia Mais

A história por trás da “fábrica de bebês nazistas” finalmente é revelada

A história por trás da “fábrica de bebês nazistas” finalmente é revelada

Durante a Segunda Guerra Mundial, na Alemanha, a SS (Schutzstaffel – traduzido como “Tropa de Proteção” – organização paramilitar ligada ao nazismo e a Adolf Hitler) de Heinrich Himmler, deu início a um programa de reprodução forçada chamado Lebensborn (traduzido do alemão, “fonte da vida”). O programa visava apoiar a ideia de herança racial do Terceiro Reich, propagando a “raça Ariana” na Alemanha e países da Europa ocupados pelo nazismo, incluindo Noruega, França e Bélgica. As mulheres eram escolhidas pelo exército alemão segundo alguns requisitos específicos, incluindo o fato de…

Leia Mais

7 motivos que fizeram os alemães embarcarem na loucura de Hitler

7 motivos que fizeram os alemães embarcarem na loucura de Hitler

  Como uma sociedade tão sofisticada quanto a alemã foi capaz de dar suporte às barbaridades cometidas pelo regime nazista? Não é possível isentar o povo de responsabilidade, alegando que ninguém sabia o que estava acontecendo. A maioria sabia, sim, e provas disso não faltam. Por exemplo: a inauguração de Dachau, primeiro campo de concentração construído pelos nazistas, foi anunciada em 1933 numa entrevista coletiva. Ou seja: não dá para dizer que o regime ocultava os fatos e tentava manter a sociedade alheia aos crimes que estavam sendo cometidos. “Só…

Leia Mais

O plano nazista para roubar a Amazônia

O plano nazista para roubar a Amazônia

   (Bruno Algarve/Superinteressante) Em um cemitério de Laranjal do Jari, no Amapá, uma sepultura se destaca. Trata-se de uma cruz de madeira com dois metros de largura, três de altura e suástica no topo. Abaixo do símbolo nazista, palavras em alemão informam: “Joseph Greiner faleceu aqui em 2-1-36 de morte febril em serviço de exploração para a Alemanha. Expedição Jari, 1935-1937”. Durante 17 meses, alemães exploraram o afluente do Amazonas com fins científicos – entre eles, Greiner. E seu líder, Otto Schulz-Kampfhenkel, foi além: elaborou um plano de invasão e colonização…

Leia Mais

O combate que exterminou Hitler

O combate que exterminou Hitler

O  historiador inglês Antony Beevor, de 71 anos, é famoso por pesquisas que mudaram e até subverteram a visão sobre a Segunda Guerra Mundial. Em livros como “Stalingrado” (1998) e “Berlim 1945 – A Queda”, ele forneceu detalhes de documentos não pesquisados que demonstraram a força do acaso nas campanhas militares, tão importante quanto o planejamento dos generais. Assim, um fato improvável é capaz de mudar o destino de uma guerra e de uma nação.  Foi com a abordagem relativista que Beevor escreveu o livro “A Batalha das Ardenas — A…

Leia Mais

Suástica é um símbolo inocente apropriado pelos nazistas

Suástica é um símbolo inocente apropriado pelos nazistas

Seleção de basquete dos índios americanos, 1909 | Crédito: Wikimedia Commons Como amuleto de boa sorte ou elemento decorativo, o símbolo já era usado na pré-história, e apareceu em culturas do mundo todo: entre celtas, germânicos, gregos e romanos, povos budistas e hindus, e na América pré-colombiana. A versão hindu deu origem ao nome, no século 19. Em sânscrito, svastika significa algo como “amuleto do bem-estar”. Cada ponta representa um purushartha, um aspecto de uma vida bem vivida: prosperidade, prazer, religião e iluminação. A orientação, esquerda ou direita, não faz diferença. Num templo em…

Leia Mais

A infância e a juventude do mais odiado ditador da História

A infância e a juventude do mais odiado ditador da História

   Um jovem quase comum | Crédito: divulg.    No filme A Queda, de Bernd Eichinger, o famoso ator Bruno Ganz interpreta Adolf Hitler em seus últimos dias, acuado no bunker da Chancelaria do Reich, em pleno processo de negação e declínio psicológico. A atuação magistral de Ganz fez com que muitos se perguntassem: “Podemos retratar Hitler como um ser humano?”. O historiador alemão Volker Ullrich defende que não só podemos como devemos. Ullrich é o autor de uma nova biografia do ditador nazista, Adolf Hitler Vol. 1 – Os…

Leia Mais

Pato Donald nazista? Conheça o polêmico desenho animado da Disney

Pato Donald nazista? Conheça o polêmico desenho animado da Disney

Pato Donald em “Der Fuhrer’s Face” (1943), desenho usado para fazer propaganda antinazismo nos EUAImagem: Reprodução Pato Donald dorme tranquilamente, quando é despertado pelo cutucão de uma baioneta, ao som de uma bandinha que inclui Benito Mussolini no bumbo e Heinrich Himmler na caixa. Ainda sonolento, ele faz a saudação nazista ao retrato de Hitler na parede, veste um uniforme adornado pela suástica e segue para mais um cansativo dia de trabalho na fábrica de armamentos e munições do esforço de guerra alemão. À primeira vista, a ideia de um…

Leia Mais

A ‘arma secreta de Hitler’: O pior chocolate da História

A ‘arma secreta de Hitler’: O pior chocolate da História

Uma coisa que todo mundo sabe sobre chocolate é que tem calorias. Mais do que deveria ter, se o mundo fosse justo. Mas isso pode ser uma vantagem: com tanta caloria num espaço relativamente pequeno, o chocolate é ideal como ração de guerra. Foi o que pensou o coronel Paul Logan em 1937. Ele encomendou então à Hershey que criasse um chocolate com as seguintes características: pesar 112 g, ter alta concentração de calorias, não derreter no calor e, importante, ter “um gosto só um pouquinho melhor que uma batata…

Leia Mais