O dia em que o BNDES freou o ímpeto da JBS

O dia em que o BNDES freou o ímpeto da JBS

Maria Silvia Bastos Marques, ex-presidente do BNDES (Foto: Ueslei Marcelino/REUTERS) Emoldurado por dois telões que projetavam sua imagem agigantada em tempo real, o presidente Michel Temer discursou por 15 minutos na abertura da Rio Oil & Gas, o maior evento na área petrolífera da América Latina, naquele 24 de outubro de 2016. Para uma plateia de empresários nacionais e estrangeiros, Temer fez as mesuras habituais e citou nominalmente dez políticos presentes. Não mencionada no discurso, a economista Maria Silvia Bastos Marques, então presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES),…

Leia Mais

JBS dá férias coletivas em Redenção (PA) e Marabá para na segunda-feira

JBS dá férias coletivas em Redenção (PA) e Marabá para na segunda-feira

Em meio à confusão causada pelas plantas que paralisou no Mato Grosso do Sul, após a Justiça bloquear seus recursos em bancos por conta de dívidas tributárias no estado, a JBS deu férias coletivas desde ontem, dia 18, na unidade de Redenção e já anunciou que a de Marabá também para a partir de segunda-feira, dia 23, ambas no Pará. A arroba em Redenção caiu mais R$ 2 na quinta-feira, fechando em R$ 133 com o anúncio da parada da JBS local. Em nota, o grupo avisa a paralisação temporária…

Leia Mais

Mercados começam a tirar do ‘armário’ carne da marca Friboi

Mercados começam a tirar do ‘armário’ carne da marca Friboi

Depois de passar meses em uma espécie de ostracismo, a marca Friboi, principal nome da linha de produtos da JBS, voltou a aparecer nos folhetos de ofertas que supermercados e atacarejos distribuem a seus clientes. Nas últimas semanas, a rede Extra destacou peças de contrafilé e alcatra Friboi em seu encarte com anúncios de promoções. A rede Guanabara, do Rio, também voltou a expor a marca -a mais recente foi na quinta-feira (14), já após a prisão de Wesley Batista, presidente da JBS. Roldão, Makro e Dia também são alguns dos…

Leia Mais

Pai de Joesley e Wesley Batista vai assumir presidência da JBS

Pai de Joesley e Wesley Batista vai assumir presidência da JBS

  José Batista Sobrinho, fundador da JBS e pai de Wesley e Joesley Batista, foi escolhido por unanimidade pelo conselho de administração da empresa como novo presidente. A reunião ocorreu neste sábado (16) e foi comunicada neste domingo pela JBS. A troca de comando ocorre após a prisão de Wesley, então presidente da empresa, na semana passada. Segundo comunicado da JBS, Batista Sobrinho vai completar o mandato em curso. A decisão fortalece a presença da família Batista na empresa e contraria pedido do segundo maior acionista da companhia, o Banco…

Leia Mais

A nova xerife do Brasil

A nova xerife do Brasil

SEM MAROLA A nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge, será mais objetiva que seu antecessor (Crédito: Zanone Fraissat/Folhapress) A nova Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, não tem medo de cara feia nem do perigo. Durante seus trinta anos de carreira ela mostrou coragem e que não tem por hábito contemporizar. Ela assume a PGR na segunda-feira 18, e seus auxiliares garantem que uma de suas primeiras iniciativas será realizar um rigoroso pente fino na delação de Joesley Batista, da JBS. Fará esta revisão para limpar o terreno e corrigir os equívocos que…

Leia Mais

O tiro saiu pela culatra? Por que Joesley agora corre risco de ser preso

O tiro saiu pela culatra? Por que Joesley agora corre risco de ser preso

Image captionJoesley Batista com o cabelo raspado na saída de um depoimento à Justiça em SP, em agosto (Foto: Rovena Rosa / Agência Brasil ) “Estamos tentando entender”, foi a resposta de um assessor dos irmãos Joesley e Wesley Batista, da J&F, questionado pela BBC Brasil sobre a série de eventos desfavoráveis aos empresários nos últimos dias. A frase do assessor reflete a perplexidade dos irmãos diante da reviravolta testemunhada nesta semana. Eles tinham apostado na delação para escapar da prisão. Admitiram crimes de corrupção e tráfico de influência, entregaram…

Leia Mais

Entenda como fica a denúncia contra Temer no STF após rejeição pela Câmara

Entenda como fica a denúncia contra Temer no STF após rejeição pela Câmara

O presidente Michel Temer (Foto: Eraldo Peres/AP) A Câmara dos Deputados rejeitou nesta quarta-feira (2) a denúncia da Procuradoria Geral da República contra o presidente Michel Temer por corrupção passiva. Com isso, a acusação contra Temer ficará parada no Supremo Tribunal Federal. O entendimento do STF é que o caso só poderá ser retomado quando Temer deixar a Presidência, em 31 de dezembro de 2018, momento em já não será mais necessária autorização de um órgão externo para que o Judiciário acolha a denúncia e abra o processo. Nesse período…

Leia Mais