A mais nova mineradora de ouro no Pará

A mais nova mineradora de ouro no Pará

A Cabral Gold estreou na Bolsa de Valores de Toronto no início de novembro e oferece duas boas vantagens a seus investidores: Alan Carter, um CEO com longa experiência em mineração no Brasil, e projetos maduros no Pará. O principal projeto da nova empresa se chama Cuiú-Cuiú, na região de Tapajós, no Pará. Esse empreendimento já passou pela Magellan Minerals que, no fim de 2015, se desfez do ativo, considerado um projeto em estágio avançado de exploração, como pagamento a executivos da mineradora. Entre eles, o próprio Carter, que era…

Leia Mais

Alepa deverá ter Projeto de Lei Complementar à Lei Kandir

Alepa deverá ter Projeto de Lei Complementar à Lei Kandir

Em reunião da Comissão de Estudos sobre os Impactos da Lei Kandir da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa), realizada nesta terça-feira (7), a empresa de consultoria Mendes Advocacia e Consultoria, contratada pelo Parlamento Estadual, se comprometeu em apresentar até o final deste mês um Projeto de Lei Complementar que reduza as perdas na arrecadação com a exportação que o Estado do Pará vem sofrendo desde 1997, quando a Lei Kandir entrou em vigor no país. A expectativa da Alepa é de que sejam feitos os debates sobre o assunto ainda…

Leia Mais

Terremotos produzem veios de ouro

Terremotos produzem veios de ouro

Novo estudo descobre que mudanças de pressão fazem o precioso metal se depositar sempre que a crosta se move. A ideia sugere que sensores remotos poderiam ser usados para encontrar novos depósitos em rochas onde estruturas do tipo jog são comuns Há muito tempo cientistas sabem que veios de ouro são formados pelo depósito de minerais de fluídos quentes que passam por fendas no fundo da crosta terrestre. Mas um estudo publicado em 17 de março na Nature Geoscience descobriu que o processo pode ocorrer quase instantaneamente – possivelmente em…

Leia Mais

Diretor da Vale diz que vida útil das Minas de Carajás vai até 2041

Diretor da Vale diz que vida útil das Minas de Carajás vai até 2041

Na entrevista coletiva, ocorrida no começo deste mês, no restaurante do Hotel Vale dos Carajás o diretor de Ferrosos da Vale, Antônio Padovesi, fez uma afirmação que impactará diretamente no futuro do município de Parauapebas. De acordo a sua declaração, a vida útil das minas de Carajás vai até o ano de 2041. Evidentemente que até esta data, outras jazidas podem ser descobertas, não só de ferro, mas de outros minerais, mas, o fim das atividades minerarias nesta data é o que se tem para hoje. Com todas as letras,…

Leia Mais

Vereadores exigem que a Centaurus Metals traga a público informações sobre Serra Misteriosa

Vereadores exigem que a Centaurus Metals traga a público informações sobre Serra Misteriosa

Assunto noticiado meses atrás, a sondagem mineral na Serra Misteriosa, limite entre Marabá e Novo Repartimento, foi tema de pronunciamento da sessão de quarta-feira (11), na Câmara Municipal de Marabá. E quem levantou a questão foi o vereador Ilker Moraes Ferreira (PHS). Segundo ele, moradores daquela região estão apreensivos porque a Centaurus Metals, que faz os estudos e garante que ali há uma grande jazida de cobre, além de ouro, prata e platina, nunca se pronunciou sobre o assunto nem disse qual será a compensação pela exploração da lavra. “Precisamos…

Leia Mais

Estudo do IBRAM “Mineração e economia verde” será lançado durante evento CNI Sustentabilidade 2017

Estudo do IBRAM “Mineração e economia verde” será lançado durante evento CNI Sustentabilidade 2017

A mineração empresarial das próximas décadas já está em discussão e uma das temáticas que mais exige atenção dos executivos e investidores internacionais é o aperfeiçoamento constante das práticas sustentáveis aplicadas tanto à produção quanto aos demais processos industriais. Na visão do Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM), a sustentabilidade é fundamental para o desenvolvimento de qualquer segmento da atividade extrativa minerária moderna. Na próxima quarta-feira (4.10), em Brasília (DF), diferentes setores da indústria nacional estarão reunidos mais uma vez para apresentar os avanços alcançados na agenda da sustentabilidade. No encontro, o…

Leia Mais

Setor mineral paraense vai receber R$ 37,7 bilhões

Setor mineral paraense vai receber R$ 37,7 bilhões

   Um estudo desenvolvido pela Federação das Indústrias do Pará (Fiepa), por intermédio da iniciativa Redes/Fiepa, aponta que o estado receberá, até 2020, um montante de R$ 37,7 bilhões a título de investimentos de empresas do setor mineral. A estimativa da Fiepa indica ainda que 76% dos projetos de mineração previstos para o território paraense se consolidarão na região Carajás – o que corresponde a R$ 28,6 bilhões de investimentos -, e 21% deles na região Tapajós (R$ 7,7 bilhões). O município de Marabá, no sudeste paraense, receberá o maior…

Leia Mais