Secretário de Assuntos Fundiários diz que invasores de terra serão punidos no ‘rigor da lei’

Secretário de Assuntos Fundiários diz que invasores de terra serão punidos no ‘rigor da lei’

O secretário Nabhan Garcia deu entrevista coletiva no Ministério da Agricultura — Foto: Luciana Albuquerque/TV Globo O secretário de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, Nabhan Garcia, disse nesta segunda-feira (14) que invasores de terra serão punidos “no rigor da lei”. Ele deu a declaração ao informar que uma fazenda em Itupiranga, a 50 km de Marabá (PA), foi ocupada por cerca de 500 integrantes do movimento União Nacional Camponesa. É a primeira ocupação de terras registrada no mandato do presidente Jair Bolsonaro. De acordo com o secretário, a fazenda…

Leia Mais

“Se o governo do Pará não fizer nada, é prevaricação”, diz secretário sobre fazenda invadida

“Se o governo do Pará não fizer nada, é prevaricação”, diz secretário sobre fazenda invadida

O secretário especial de Regulação Fundiária do Ministério da Agricultura, Nabhan Garcia, disse a O Antagonista que já está em contato com o governador do Pará, Helder Barbalho, que, segundo ele, recebeu a ordem “para preservar a integridade física dos funcionários e patrimonial” da fazenda invadida a 50 quilômetros de Marabá por um grupo da União Nacional Camponesa (UNC), como mostramos há pouco. “A fazenda, que é produtiva, não foi ocupada, foi invadida por uma organização criminosa. Movimento social não anda armado, não invade, não destrói. Isso é organização criminosa e não vai…

Leia Mais

Com crise da JBS, pecuaristas se unem para assumir frigoríficos em Mato Grosso

Com crise da JBS, pecuaristas se unem para assumir frigoríficos em Mato Grosso

Um grupo de pecuaristas de Mato Grosso, maior produtor de gado do País, está se articulando para criar uma cooperativa para reativar até 15 frigoríficos do Estado. As conversas ainda estão em estágio inicial, mas ganharam força nas últimas semanas, depois que vieram à tona as delações dos irmãos Batista, controladores da JBS. A crise na empresa que se seguiu às delações provocou uma grande desarrumação no mercado de bovinos. Pecuaristas passaram a temer vender gado à prazo para a JBS, e começaram a procurar outros compradores. Mas as opções…

Leia Mais

PF faz operação em 4 estados e no DF para desarticular esquema envolvendo servidores do Ministério da Agricultura

PF faz operação em 4 estados e no DF para desarticular esquema envolvendo servidores do Ministério da Agricultura

  PF faz operação contra corrupção no Ministério da Agricultura A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta terça-feira (16), em quatro estados e no Distrito Federal, uma operação para desarticular um esquema de corrupção envolvendo servidores do Ministério da Agricultura e empresas do setor agropecuário fiscalizadas pela pasta. As investigações apontam que o esquema criminoso – que teria a participação da ex-superintendente da pasta no Tocantins Adriana Carla Feitosa – movimentou cerca de R$ 3 milhões entre 2010 e 2016. (Correção: inicialmente, esta reportagem informou, com base na Polícia Federal, que…

Leia Mais

Para Blairo, JBS é quase um cartel em Mato Grosso.

Para Blairo, JBS é quase um cartel em Mato Grosso.

O Ministro da Agricultura de Mato Grosso, Blairo Maggi. Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil Para o Ministro da Agricultura de Mato Grosso, Blairo Maggi, o fechamento de plantas frigoríficas nos últimos anos na região Oeste de Mato Grosso diante é de cartel. “Da forma como está, fica muito evidente que há um controle, quase um cartel na região”, disse Maggi a prefeitos de municípios do Oeste mato-grossense. O Ministro já conversa com representantes dos frigoríficos atuantes na localidade, “se não querem operar na região, arrendem o frigorífico, vendam, deixem que o…

Leia Mais

Produtores rurais de MS são investigados em esquema de grilagem no Pará

Produtores rurais de MS são investigados em esquema de grilagem no Pará

Descoberto por insistência de denúncias feitas por índios Kayapó da TI (Terra Indígena) Mekrãgnoti, no Pará, o maior esquema de grilagem, desmatamento e trabalho escravo dos últimos tempos, na Amazônia, tem dois produtores de Ponta Porã – 346 quilômetros de Campo Grande – investigados, de acordo com o MPF-PA (Ministério Público Federal do Pará) em Altamira. Os irmãos Luciano Belló Lorenzoni e Thiago Belló Lorenzoni são investigados, por, supostamente, arrendarem 450 hectares de terra envolvida em esquema de grilagem, desmatamento e até trabalho escravo, no Pará. Esquema Policiais federais descarregam…

Leia Mais