Secretário de Assuntos Fundiários diz que invasores de terra serão punidos no ‘rigor da lei’

Secretário de Assuntos Fundiários diz que invasores de terra serão punidos no ‘rigor da lei’

O secretário Nabhan Garcia deu entrevista coletiva no Ministério da Agricultura — Foto: Luciana Albuquerque/TV Globo O secretário de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, Nabhan Garcia, disse nesta segunda-feira (14) que invasores de terra serão punidos “no rigor da lei”. Ele deu a declaração ao informar que uma fazenda em Itupiranga, a 50 km de Marabá (PA), foi ocupada por cerca de 500 integrantes do movimento União Nacional Camponesa. É a primeira ocupação de terras registrada no mandato do presidente Jair Bolsonaro. De acordo com o secretário, a fazenda…

Leia Mais

Uma fazenda foi invadida a 50 quilômetros de Marabá por um grupo da União Nacional Camponesa (UNC).

Uma fazenda foi invadida a 50 quilômetros de Marabá por um grupo da União Nacional Camponesa (UNC).

  Dezenas de extremistas da União Nacional Camponesa (UNC) — alguns armados –, liderados por Francisco Leite Neto, invadiram na última sexta-feira (11) uma fazenda no município de Itupiranga, a cerca de 50 km de Marabá, no Pará. De acordo com informações do grupo no Facebook, a UNC se autodeclara um movimento pela reforma agrária. “Somos milhões de camponeses, indígenas, quilombolas, ribeirinhos, caiçaras e agricultores familiares na busca da libertação da terra”, diz a biografia do grupo. Segundo relatos de funcionários da Fazenda Novo Mundo, pelo menos 10 deles estão mantidos em cárcere privado. Dois invasores foram…

Leia Mais

“Se o governo do Pará não fizer nada, é prevaricação”, diz secretário sobre fazenda invadida

“Se o governo do Pará não fizer nada, é prevaricação”, diz secretário sobre fazenda invadida

O secretário especial de Regulação Fundiária do Ministério da Agricultura, Nabhan Garcia, disse a O Antagonista que já está em contato com o governador do Pará, Helder Barbalho, que, segundo ele, recebeu a ordem “para preservar a integridade física dos funcionários e patrimonial” da fazenda invadida a 50 quilômetros de Marabá por um grupo da União Nacional Camponesa (UNC), como mostramos há pouco. “A fazenda, que é produtiva, não foi ocupada, foi invadida por uma organização criminosa. Movimento social não anda armado, não invade, não destrói. Isso é organização criminosa e não vai…

Leia Mais