Você está aqui

Tartaruga ganha rodinhas para conseguir andar após danificar as patas por excesso de sexo

Uma tartaruga-de-esporas-africana de 22 anos ganhou rodas após o desenvolvimento precoce de artrite em suas patas traseiras, devido ao excesso de exercício durante um programa de reprodução.

 Bert, o réptil de 100 quilos, participou do programa durante dois meses em 2011. No fim do programa, Bert voltou para casa, no Secret Animal Garden do Dinosaur Adventure Park, na Inglaterra. Foi nesse momento que seus cuidadores notaram um inchaço grave em suas patas traseiras.

Isso restringiu o movimento de Bert e modificou sua qualidade de vida. Os veterinários ficaram surpresos após o diagnóstico de artrite, pois as tartarugas-de-esporas-africanas – que vivem até 80 anos – dificilmente sofrem de artrite antes dos 30.

Em uma tentativa de ajudar Bert a andar, seus cuidadores amarraram rodas nas suas patas traseiras. Agora ele está mais animado do que anteriormente, principalmente no inverno quando as baixas temperaturas pioram a dor.

Fonte: Jornalciencia

Jaqueline Alves

Graduada em Ciências Sociais e Engenheira Ambiental. Especialista em Direito Ambiental; Direito Municipal; Gestão Pública; Engenharia e Segurança do Trabalho; MBA em Petróleo e Gás e Auditoria Ambiental

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »